Os 10 trabalhos mais comuns no mercado de freelancer

64

Todas estas atividades podem ser desempenhadas pela internet, de forma remota, ou seja, à distância, sem a necessidade de contato presencial entre o freelancer e o seu cliente:

 

-1- Escritor

Com o crescimento do marketing de conteúdo, surgem cada vez mais oportunidades de trabalho para quem gosta de escrever, pois, muitos outros profissionais, apesar de serem muito bons em suas áreas de atuação, muitas vezes, não sabem se expressar.

Então, recorrem a profissionais para ajudá-los a redigir suas newsletters, suas campanhas de e-mail, seus artigos para blog, seus textos para website, suas postagens para redes sociais, seus e-books promocionais.

O mesmo vale para pequenas e médias empresas, que precisam de ajuda para promover o seu trabalho por meio de algum tipo de redação, mas não sentem a necessidade de contratar um profissional para se dedicar somente a isso em turno integral, então, acabam recorrendo a um escritor freelance.

 

-2- Tradutor

Apesar do uso de ferramentas de tradução digital, como o Google Tradutor, ajudarem no dia a dia, elas nem de longe substituem o trabalho de um tradutor profissional, pelo simples fato de que o trabalho de tradução exige sensibilidade humana.

A função de tradutor se ampliou muito com a democratização da internet, o que, por alguns tradutores mais tradicionais é visto como algo negativo, pois estaria desvalorizando a profissão, mas, isso não deve ser uma preocupação para quem oferece serviço de qualidade, pois seus clientes, certamente, voltarão.

E aqueles clientes que, num primeiro momento, optaram por preço inferior à qualidade, reavaliarão suas escolhas em uma próxima oportunidade.

 

-3- Transcritor dos áudios

O trabalho de transcritor vem se popularizando; muito utilizada entre pesquisadores que desejam ter acesso à versão escrita dos áudios de suas aulas e entrevistas, a transcrição vem sendo requisitada por profissionais de podcasts que querem disponibilizar aos seus ouvintes a íntegra de seu conteúdo de forma escrita, assim como por YouTubers que querem legendar seus vídeos para auxiliar seus telespectadores.

A transcrição agiliza o processo de encontrar informações que até então só estavam disponíveis através de gravações.

Conferências, debates, depoimentos, audiências, entre outros eventos, também fazem uso de transcritores para poderem publicar seus conteúdos, facilitando o acesso a suas informações por meio da palavra escrita.

 

-4- Designer Gráfico

Este é um dos trabalhos mais tradicionais entre os profissionais que atuam como freelancers, talvez porque nem toda empresa ou profissional liberal precisa de trabalho gráfico constantemente, então, quando surge a necessidade, recorrem a um especialista que cobre por projeto.

O campo de atuação desta profissão é bastante amplo, podendo envolver um trabalho mais conceitual, como o desenvolvimento de uma identidade visual de alguma marca, ou trabalhos mais pontuais e objetivos, como a criação de um logo.

E, independentemente de toda a contratação e entrega do trabalho final ser feita digitalmente, o mercado para peças de comunicação offline continua em alta, como criação de arte para cartões de visita, panfletos, pôsteres, outdoors, adesivos, entre outros.

 

-5- Desenvolvedor de Websites, Aplicativos e ou Jogos Digitais

Esta é outra profissão muito comum entre pessoas que decidem seguir suas carreiras como freelancers e cuja demanda não para de crescer.

Profissionais que dominam linguagens de programação podem atender clientes de forma remota desenvolvendo websites, realizando aprimoramentos ou manutenção de sites existentes, criando aplicativos, elaborando jogos digitais.

Além de dominar linguagens de programação, o domínio do idioma inglês amplia de forma considerável as oportunidades de trabalho.

Programadores também podem se dedicar a desenvolver os seus próprios produtos como uma forma de gerar renda fixa e poderem ser mais seletivos na hora de aceitar projetos.

 

-6- Professor de Idiomas

A internet é o grande aliado de quem acha prazeroso trabalhar ensinando algum outro idioma para outras pessoas.

Muitas vezes, um diploma em letras nem é mesmo necessário, já que a grande maioria de clientes em potencial que busca fazer aulas de idiomas online está realmente interessada em aprender a falar como locais, aprender gírias e dominar uma forma de linguagem mais coloquial.

O profissional que deseja atuar nessa área pode oferecer um pacote de aulas temáticas para fins específicos, como ajudar um candidato a se preparar para uma vaga de emprego que exige desenvoltura em outro idioma, ou um casal que fará uma viagem para outro país e almeja se familiarizar com o idioma, assim como pode criar seus próprios cursos de idiomas e vendê-los na internet.

 

-7- Fotógrafo

Mais uma vez, a internet veio a proporcionar novas oportunidades de trabalho também para profissionais que dominam a fotografia e desejam trabalhar de forma independente.

Para garantir uma certa renda fixa e constante, fotógrafos podem fazer o upload de suas fotografias em sites e plataformas de bancos de fotos e vender seus direitos de uso sobre elas; alguns profissionais dominam a arte de fazer fotografias que têm alta demanda neste tipo de mercado e conseguem viver exclusivamente deste tipo de trabalho.

Outra opção é estar em constante busca por clientes e projetos, tarefa extremamente facilitada pela internet; manter um portfólio online é fundamental, assim como ser ativo em redes sociais, sites e plataformas específicos.

 

-8- Editor de Vídeos

Editar vídeos é uma arte visual que engloba aprimorar, manipular, dispor e mesclar clipes de vídeos.

Existem trabalhos mais sofisticados que envolvem a adição de efeitos especiais e utilização de transições e filtros rebuscados, mas também existem trabalhos mais básicos, como correção de cor e iluminação, junção básica de clipes.

De qualquer forma, marketing de vídeo tem se apresentando como uma tendência forte há tempos, já, e não apresenta sinais de que vá desacelerar; o YouTube já manifestou que o consumo de vídeos para mobile cresce 100% todos os anos.

Portanto, pode-se dizer que é uma carreira segura de se seguir, considerando seu potencial de expansão, e também, baseado nas exigências do trabalho, é uma profissão que combina com o estilo de vida de freelancer.

 

-9- Especialista de Mídias Sociais

Quando se está começando, muito provavelmente, o especialista em mídias sociais deve fazer de tudo um pouco, escrever postagens, editar fotografias, criar vídeos, mas o verdadeiro valor de um profissional que domina as redes sociais é justamente a elaboração de estratégias para fazer com que todas estas formas de conteúdo valorizem e empoderem as marcas que estão por trás delas.

Portanto, um especialista em mídias sociais nada mais é do que um estrategista, que sabe qual é o melhor conteúdo para se compartilhar na mídia mais apropriada, no momento mais adequado.

Para conquistar clientes é importante ressaltar de que forma se pretende engrandecer e afirmar a presença de suas marcas nas redes sociais.

 

-10- Especialista de SEO

Um profissional que domina o conhecimento de otimizar artigos e sites para que obedeçam aos padrões de ferramentas de busca como Google, Bing, entre outros, e, desta forma, se destaquem nos resultados dos buscadores, tem grande valor no mercado.

E, embora estes padrões mudem com o tempo, o fato de que eles existem e influenciam os resultados de busca de suas respectivas ferramentas, dificilmente mudará. Sendo assim, empresas de todos os portes e profissionais de todas as áreas, que desejem ter o seu conteúdo publicado na internet encontrado, muito provavelmente virão a procurar o auxílio de um especialista de SEO.