O que são infoprodutos e como ganhar dinheiro com a venda deles

168

A venda de produtos na internet tem surgido com cada vez mais força como uma forma de fazer tanto uma renda extra, quanto uma receita fixa. E para quem não quer ter de lidar com produtos físicos e seus aborrecimentos, como estoque, por exemplo, existem os infoprodutos.

Também conhecidos como produtos informacionais ou de informação, há muitas vantagens em se trabalhar com eles: não há necessidade de espaço físico para armazená-los, o custo de produção é menor, portanto a margem de lucro é maior, processos de venda, pagamento, entrega, rastreamento são totalmente automatizados e instantâneos.

 

O que são infoprodutos

Infoprodutos são um recurso digital que permite a quem o cria transmitir seus conhecimentos para consumidores que desejam ter acesso aquele conteúdo. Essa transferência de conhecimento pode acontecer em diferentes formatos, sendo os mais comuns, livros eletrônicose cursos digitais. Qualquer pessoa, ou equipe de pessoas, que tenha entendimento e ou experiência em algum tema ou área pode criar um produto digital, basta saber como transmitir seu know-how de forma efetiva.

Atualmente, há milhões de produtos de informação disponíveis na internet e grande parte deles não foi desenvolvida por profissionais diplomados. Ou seja, não é necessário ter formação acadêmica em nutrição para escrever um livro sobre como cortar calorias desnecessárias da alimentação diariamente, por exemplo. O importante é saber comunicar informações relevantes com propriedade, de uma maneira que seja habilidosa e atraente. Estas informações podem ter sido obtidas por meio de uma experiência pessoal ou profissional, anos de prática, estudo e ou pesquisa empírica.

 

Exemplos de infoprodutos

E-Books

Por serem relativamente fáceis de criar, e-books são uma ótima opção para um primeiro produto de informação. Do ponto de vista da escalabilidade, especialistas recomendam que se concentre em tópicos considerados perenes, isto é, que nunca saem de moda, como dinheiro e fitness. Desta forma, a vida útil do conteúdo será mais longa e a chance de vendas a longo prazo são maiores.

Cursos online

Normalmente, os cursos online são estruturados em lições de vídeo, que foram gravadas previamente e que podem ser acessadas pelos alunos quando e onde quiserem. Tornando a conveniência, a comodidade e o fato de se poder assistir as aulas mais de uma vez, seus grandes atrativos. Este tipo de produto informacional está revolucionando a educação formal, ampliando o alcance de vários tópicos culturais, intelectuais e profissionalizantes.

Manuais

Um pouco diferente de um e-book, um manual, também chamado de workbook, é um guia focado em exercícios e atividades práticas. É uma boa escolha de produto digital para quem decide trabalhar com nichos relacionados a práticas manuais, como caligrafia, desenho, música, artesanato. Uma grande vantagem é a possibilidade de criar uma série de manuais vinculando o tópico principal com outras temáticas, como por exemplo, um manual de ponto cruz com desenhos natalinos.Outro nicho forte que faz uso de manuais como produto de informação são curso preparatório para concursos públicos.

Templates

Templates são protótipos, modelos pré-fabricados, que podem ser utilizados para facilitar e acelerar a execução de algum tipo de atividade. Este tipo de produto é bastante eclético e a sua utilidade é muito fácil de ser percebida, facilitando sua venda. Um advogado pode criar uma série de templates de contratos imobiliários e vendê-los para agentes imobiliários, por exemplo, ou um designer gráfico pode criar um conjunto de modelos de etiquetas infantis para ajudar mamães a rotular o material escolar de seus filhos. Existem muitas possibilidades.

E-mail Coaching

Oferecer sessões de coaching através de um sistema de comunicação por e-mails é uma forma conveniente e acessível de atender clientes que possuem tanto uma agenda complicada, quanto uma verba menor. O trabalho é personalizado e focado completamente nas necessidades do cliente, esse senso de individualização é o que torna esse produto tão atraente e interessante.

Webinars

Um webinar é um encontro virtual, que pode ser gravado ou ao vivo, com ou sem interação com o público. Quando há interação, normalmente, ela acontece via chat. O foco do evento é educar o público sobre algum assunto, quase que como uma aula master. Muitos empreendedores digitais utilizam webinars para promoverem outros produtos digitais, oferecendo o webinar como uma forma de isca para facilitar a venda de produtos mais complexos e mais caros.

Workshops Virtuais

A diferença entre um webinar e um workshop virtual é que, diferentemente do que aconteceem um webinar, no workshop, o cliente aprende enquanto produz alguma coisa. Caso o evento seja sobre propaganda paga, o centro do aprendizado pode ser a criação de uma campanha de marketing no Facebook. Desta forma, o sentimento de valor adquirido pelo público é quase inevitável, pois algo concreto foi efetivado durante aquele tempo.

Conferências Virtuais

Ao contrário de uma conferência tradicional, uma conferência on-line possui uma vantagem atraente tanto para oanfitrião quanto para seus participantes,os custos são muito mais baixos. Portanto, mais pessoas podem participar e agir sobre o que é ensinado. Excelente produto digital para quem quer trabalhar com grandes grupos, como por exemplo um grupo de pessoas que queiram perder peso.

Serviços de assinatura

Pode ser um site de adesão, um grupo secreto de Facebook, uma lista de e-mails, em que o cliente paga para ter acesso a informações e recursos que são disponibilizadas ao longo de um período., pré-definido ou indeterminado. Muito utilizado pelo nicho do design gráfico em que lições com tutoriais são lançadas semanalmente, por exemplo, sua maior vantagem é o lucro recorrente. Entretanto, ao mesmo tempo, existe o desafio constante de estar sempre tendo que preparar conteúdo novo.

Aplicativo

Muito provavelmente o produto digital que mais assusta, pois o nível de complexidade, assim como o custo para desenvolvê-lo, é maior do que aqueles envolvidos nos outros produtos citados aqui. Agora, acertando o nicho e a eficiência com que se resolva a necessidade ou desejo daquele público, o retorno financeiro é bastante promissor.

 

Como criar infoprodutos de sucesso

Tudo começa com a escolha de um nicho e pesquisa sobre as necessidades e os desejos do público daquele nicho. Nenhuma categoria é melhor que a outra, um dos fatores mais importantes de serem considerados antes de se escolher um nicho é entender a longe vidade do produto. Nem todos os nichos duram pra sempre, o que não quer dizer que não se possa aproveitar a sua demanda, enquanto ela existir.

Outro ponto a ser considerado são os subnichos, que atendem necessidade e desejos de um público ainda mais específico. Por exemplo, um nicho muito explorado e que nunca enfraquece é o de perda de peso, um subnicho dessa categoria seria perda de peso em mulheres pós-cirurgia bariátrica. Independentemente do nicho ou subnicho escolhido, é muito importante conhecer muito bem aquele mercado e saber identificar se se trata de uma oportunidade lucrativa. Poucas coisas são tão frustrantes quanto depositar longas horas de trabalho em um projeto que acaba não gerando lucro depois.

Uma vez escolhido o nicho, as sugestões de como criar um infoproduto de sucesso são: focar nas características exclusivas que o produto traz ao mercado, desenvolver um produto que tenha grande apelo de massa, entregar exatamente aquilo que se promete, conceder um grande valor pelo preço certo, estabelecer confiança com o público, elaborar um produto que seja facilmente compreendido pelo público, apresentar fatos e provas de que o produto funciona. Resumindo, consumidores procuram valor, facilidade de uso e engenhosidade.

 

Como vender infoprodutos

Uma das formas mais fáceis de vender infoprodutos é fazendo uso de plataformas especializadas como a Udemy e a Hotmart. A Udemy foca somente em cursos online, enquanto a Hotmart trabalha com vários tipos diferentes de produtos digitais.

A plataforma mais popular no mundo é, certamente, a Clickbank, sempre em expansão, com uma excelente política de transparência tanto com os produtores de conteúdo, quanto com os clientes finais. A Eduzz e a Monetizze também são opções de marketplaces para hospedar, administrar e vender infoprodutos.

Embora a concepção de funcionamento de todos os exemplos citados seja praticamente igual para todos, é preciso pesquisar as taxas cobradas e estudar as vantagens oferecidas por cada uma deles. Para quem não quer pagar taxas administrativas para ter outras empresas administrando a comercialização de seus produtos, existe a opção de criar uma landing page, que nada mais é do que uma única página web, e vender diretamente aos seus clientes.

Para esta estratégia dar certo é preciso atrair bastante visibilidade para a página de vendas, investindo tempo, e talvez dinheiro, em divulgação. Propagandear em blogs e redes sociais é fundamental, fazer uso de campanhas de e-mail marketing e participar de programas de afiliados também podem gerar bons resultados.

 

Os infoprodutos mais vendidos na internet

Segundo uma pesquisa realizada pela plataforma Hotmart, estes são os infoprodutos mais vendidos.

 Negócios e carreira

O foco desta categoria é impulsionar a vida profissional das pessoas, seja oferecendo soluções para quem quer construir uma empresa, trabalhar de casa, ser promovido no trabalho, aprender a implementar novas ideias, mudar de profissão. Coaching é um formato bastante popular utilizado por quem trabalha com este nicho.


 Alimentação e saúde

Profissionais que trabalham com este tópico sabem que, na verdade, estão vendendo bem-estar aos seus clientes. O formato pode ser um curso de exercícios para fazer em casa, um workshop virtual de marmitas saudáveis, um serviço de assinatura de como melhorar o desempenho na academia, mas aquilo que as pessoas realmente desejam quando comprar este tipo de produto é se sentirem bem, saudáveis e felizes com seus corpos.


 Educação e aprendizado

Esta é uma categoria muito rica de possibilidades e que permite a criação de produtos para muitos subnichos, como por exemplo, em vez de um curso de inglês, um curso de inglês focado em ser aprovado em um concurso público específico. Ou um produto que não só ensine a tocar um determinado instrumento, mas a tocar um estilo específico de música com aquele instrumento. A esfera de ensino está sempre se reinventando e o público está sempre se renovando.


 Relacionamentos

O nicho de relacionamentos mexe com o desejo das pessoas de fazerem parte de uma outra história e isso é muito poderoso. Não importa a faixa etária ou estado civil, a grande maioria das pessoas quer amar e ser amada. Por isso, produtos de informação podem se focar em várias fases diferentes do amor e ainda obter sucesso. Pois o mercado não tem interesse somente em produtos que vendam conquista, mas também em conteúdo que ajude a manter relacionamentos.


 Desenvolvimento pessoal

Este é um tópico que pode significar muitas coisas diferentes para muitas pessoas, mas, normalmente, produtos que se focam nesse nicho, vendem formas de aprimorar habilidades e aptidões pessoais, cujo objetivo é melhorar a qualidade de vida do indivíduo como um todo.

 

Estratégia para otimizar um negócio de produtos digitais

Profissionais experientes, que já ganham mais de seis dígitos por ano, vendendo seus infoprodutos, aconselham que se idealize uma estratégia de criação e de vendas para otimizar os ganhos em potencial com infoprodutos. Efetivamente falando, isso significa escolher um tópico que seja complexo o suficiente para gerar mais de um produto e, de preferência, mais de um tipo de produto.

Por exemplo, caso se venha a escolher a temática de aprimoramento pessoal, o primeiro produto poderia ser um e-book ajudando as pessoas a identificarem com precisão quais os pontos mais frágeis de suas personalidades, seguido de um segundo produto, que poderia ser um curso digital para auxiliar as pessoas a fortalecerem seus pontos frágeis e, um terceiro produto, poderiam ser sessões de coaching individualizadas. Percebe-se que existe uma progressão de conteúdo, um aprofundamento desse conteúdo, além de disponibilizar aos clientes diferentes formas de consumir o material.

A criação de diferentes produtos no mesmo nicho é uma estratégia bastante inteligente, pois reforça a imagem do criador daquele conteúdo como uma autoridade no assunto e possibilita uma maior facilidade de promoção e monetização dos mesmos. Quem trabalha com vendas, sabe, vender para quem já é cliente é muito mais fácil do que vender para um desconhecido. Esquematizar um plano que leve em consideração estes pontos de influência, capacidade de encadeamento e ampliação do conteúdo, é uma boa receita para o crescimento exponencial de um negócio de produtos digitais.

 

Marketing de Afiliados

Para quem gosta da ideia de como ganhar dinheiro com infoprodutos, mas não tem tempo de aprender como criar um infoproduto próprio, é possível lucrar vendendo produtos digitais criados por outras pessoas. Isso chama-se marketing de afiliação, que consiste, essencialmente, do pagamento de comissões para quem promove e vende produtos ou serviços de terceiros.

Normalmente, existem quatro partes envolvidas nesse processo: o criador do produto, o afiliado que recebe comissão por vender o produto, o consumidor que compra o produto e a rede de afiliados que faz a intermediação entre produtos e afiliados.

A rede de afiliados é um elemento opcional, pois nem criadores, nem afiliados precisam do serviço disponibilizado por essas plataformas, da qual o Hotmart é um exemplo, para fazer negócio. Entretanto, com certeza, a utilização de uma rede de afiliados ajuda muito na simplificação de todo o processo. Um afiliado pode esperar ganhar comissões de até 50% por cada venda realizada.